Bem Vindos ao Ano do Javali de Terra Yin – 2019!

boneco de estudo de acupuntura para enfermagem
A Acupuntura Como Instrumento do Enfermeiro
20 de fevereiro de 2019
Obon Matsuri – お盆踊り
19 de março de 2019
Mostrar tudo

Bem Vindos ao Ano do Javali de Terra Yin – 2019!

“O Porco que Era Esperto Demais”

Era uma vez, muito tempo atrás, vivia na vila de Tsan-yang um senhor chamado Li. Todos o chamavam de Li Tai-yeh, ou Grande Mestre, pois ele era o homem mais rico da região. Sua fazenda era gigantesca, sua casa tinha cem aposentos e um enorme jardim. Ninguém tinha inveja dele, pois Li Tai-yeh, diferente da maioria das pessoas ricas, era muito generoso com sua riqueza. Seu amor por animais era muito conhecido nas redondezas e os animais devolviam todo aquele amor a ele.

Com o tempo, Li Tai-yeh passou a ter um grande número de animais e diferentes tipos em sua fazenda. Alguns foram comprados de mercadores, mas a maioria passava por sua fazenda e por serem bem alimentados acabavam ficando. Li Tai-yeh nunca pediu nada em retorno, ele simplesmente cuidava dos animais por amor. Mas acontece que instintivamente, os animais sentiam a necessidade de ajudá-lo em tudo o que pudessem.

O cão ficava de guarda e protegia a fazenda de qualquer estranho que se aproximasse. O grande galo sempre acordava os trabalhadores pela manhã, fizesse sol ou chuva, ele estava lá pontual cumprindo seu dever. O gato-do-mato, que tinha listras amarelas e pretas, era chamado de Pequeno Tigre. Ele tinha uma alma independente e passava o dia passeando pela fazenda, mas à noite, ele protegia a casa dos ratos. O cavalo levava o filho de Li para a escola, o boi puxava a carroça e o carneiro retirava o capim que crescia entre as plantações de arroz. Todos eles ajudavam com muita dedicação e ficavam contentes em poder retribuir os bons cuidados de Li. Quer dizer, todos, exceto o porco.

Este porco era um animal esperto chamado Chu Lao-erh. Ele observava o que acontecia ao seu redor e pensava, “Já que todos estão trabalhando menos eu e o mestre continua a me alimentar, por que eu deveria trabalhar? Ele não me pede para fazer nada, então eu vou continuar comendo e descansando.”

Então, Chu Lao-erh comia o dia todo, rolava na lama e ficava imundo e fedorento para que nenhum animal ousasse se aproximar dele. Todos os dias, ele dormia até meio-dia, bem a hora do seu imenso almoço. Comia até não poder mais e cochilava até a hora do jantar. E após o jantar, dormia até o dia seguinte.

Vez ou outra, algum animal se aproximava dele e dizia:

¾    Por que você não se levanta e faz algo de útil?  Você deveria perder peso, você está muito gordo.

Mas Chu Lao-erh fingia que não estava entendendo o que estavam dizendo e ficava sem responder. Ele gemia, virava para o outro lado e dormia de novo. Como resultado, Chu Lao-erh ficou tão gordo, mas tão gordo que, mesmo se quisesse trabalhar, não conseguiria. Às vezes, até para comer se sentia cansado. Começou a reclamar que sua comida não era bem preparada, não chegava na hora certa. Como se sabe, reclamações sempre trazem algum resultado.

As pessoas da fazenda passaram a achar que o porco não estava se sentindo bem por causa da comida e começaram a preparar melhores alimentos para ele. Mas enquanto isso, o vizinho de Li visitou a fazenda e viu o porco. E disse a Li:

¾    Este porco não faz nada para você! Ele é completamente inútil! Eu troco oito patos com você por este porco. Pelo menos os patos te darão ovos.

Li ficou triste, pois sabia que a família de seu vizinho era muito pobre e não conseguiria dar ao seu porco o mesmo tipo de alimentação. Mas entregou o porco ao vizinho.

Seu vizinho amarrou Chu Lao-erh e com ajuda de mais duas pessoas, levou-o ao mercado. Era inverno e as pessoas pagavam muito pela gordura do porco, e Chu Lao-erh rendeu-lhe muito dinheiro para cuidar de sua família.

“Os espertos geralmente caem nas armadilhas de sua própria esperteza”.

Conto Chinês

2019 – Da Morte do Herói ao Nascimento do Mito

O ano de 2018 (ano 4716 do calendário chinês) foi o Ano do Cão do elemento Terra, polaridade Yang. Para a tradição oriental, o ano do Cão é o ano em que a pessoa deve aprender a salvar o mundo – o próprio e o dos outros.Ano que favoreceu o olhar para fora e enxergar tudo o precisava ser corrigido. Ao mesmo tempo que a energia é direcionada para fora, é nas profundezas do ser que a força para superar as grandes dificuldades é encontrada. Ano de grandes desafios, desafios estes que não podiam ser deixados para depois. Ano de testes da força mental e do espírito, fez com que cada um de nós se questionasse se conseguiríamos suportar.

Com todas essas dificuldades, passamos a entender que a vida segue, com seus ganhos e perdas, acertos e erros, a vida continua e a cada desafio vencido, com certeza, nos tornamos mais fortes. Os desafios do ano do Cão são sempre aqueles para os quais é impossível virar as costas, e aqueles que viraram as costas terão contas a acertar.

As verdades e fatos mais ocultos foram revelados. Nada passa desapercebido, nada passa impune, tudo se revela. As pessoas se revelam, o caráter de cada um aflora e não há como fingir ou esconder. Os ossos por nós enterrados há muito tempo tiveram que ser cavados, trazidos à tona e com esses ossos, a memória dos cadáveres também ressurgiu. Problemas do passado, assuntos mal resolvidos e até mesmo qualidades e sonhos que enterramos por causa dos desvios que tomamos para agradar os outros reapareceram e nos obrigaram a lidar com eles de frente.

É muito comum, no ano do Cão, pessoas sofrerem grandes perdas financeiras, materiais, de relacionamento e de saúde sem “causa aparente”, mas a verdade é que este foi um ano que fez com que pagássemos pelos nossos erros conscientes. Nosso coração é sábio e sempre sabe quando algo está errado. Quando agimos sabendo que estamos errados ou sabendo que poderíamos ter feito mais ou melhor, a natureza nos cobra e o acerto de contas é inevitável.

O ano do Cão não é um ano de punição, mas o ano em que somos chamados para responder por nossas ações e intenções, é um ano que amadurecemos por bem ou por mal. Este amadurecimento nos transforma em heróis da nossa história e na história daqueles que nos acompanham. Os heróis são muito cobrados por seus erros, não se admite que um herói erre. Por isso, aprendemos a ser pessoas melhores e mais fortes, e esse aprendizado nos engrandece.

O Cão, durante o seu reinado, impôs os seguintes aprendizados:

[    Você é muito mais do que imagina, pode muito mais do que imagina e suporta muito mais do que imagina. Você não é seus rótulos: não é seu time, seu partido político, sua posição social ou sua religião. Você é a somatória de suas experiências de vida: boas e ruins.

[    Quando você ama uma pessoa ou uma causa, você encontra forças que nunca imaginou ter para reagir, para ajudar, para encarar o desafio. O amor move montanhas, o amor nos fortalece, enaltece e engrandece, e tudo o que fazemos por amor tem mais valor e mais poder. Aquilo que nos sentimos obrigados a fazer, sem o sentimento do amor, é o que nos enfraquece, diminui e envergonha.

[    Quando você põe fé numa meta, num desejo, os caminhos se abrem, a ajuda aparece e o universo conspira ao seu favor. Todas as metas que surgem possuem o propósito único de fazer com que você cresça.

[    Toda dificuldade do ano do Cão é um teste. Ela vai testar suas crenças, seus traumas, suas limitações, seus relacionamentos, vai testar o mundo que você construiu na sua mente e vai por muita coisa em colapso, para que você enxergue a verdadeira natureza das coisas, das pessoas e de si mesmo.

[    O resumo do ano do Cão é: você é muito mais do que imagina!

Com o fim do ano do Cão morre o herói, que está cansado, que já provou para si e para o mundo suas virtudes. A partir de agora a história dele de coragem e força será contada através dos tempos, rumo ao mito que ele poderá se tornar no ano do Javali.

Vamos para os 3 passos para você terminar esse ano satisfeito:

1º Se você ainda tiver assuntos pendentes, mal resolvidos com relação a mágoas, rancores e inimizades – resolva! Existem vários textos religiosos que dizem a mesma coisa: Nunca durma com um sentimento ruim, pois ele criará raízes. Tudo o que passar do ano do Cão para o ano do Javali criará raízes. Resolva suas questões de forma rápida e prática e posicione-se.

2º Não leve para um novo trabalho, um novo relacionamento, um novo lar as crenças que te deixaram descontentes em relação ao que passou em outros tempos. Por exemplo, um amigo mentiu então nunca mais vou acreditar em ninguém. Meu casamento não deu certo e por isso nunca mais vou acreditar no amor. Meu primeiro filho me deu muito trabalho então nunca mais terei outro. NÃO JULGUE TODAS AS EXPERIÊNCIAS MEDIANTE UMA. Isso não é justo com as pessoas, nem com a vida, nem com Deus. Aprenda a recomeçar do zero, a virar a página e a reescrever suas experiências com finais felizes, afinal, o herói da sua vida é você.

3º Lembre-se de quantas aventuras você passou esse ano, de todos os dramas, terrores e comédias, de todos os risos, lágrimas e esperanças, de todos os medos, alegrias e oportunidades. Lembre-se da sua história, lembre-se de todas as histórias: das que você foi o ator principal, coadjuvante, mocinho e vilão, ou apenas um figurante… as pessoas que trabalham atrás do palco também têm grande importância para o sucesso do show.

Lembre-se: o cérebro remonta e supervaloriza tudo aquilo para o que damos atenção. Dê atenção a tudo de bom que você aprendeu neste ano sobre você e sobre o seu grande coração. E esse é o segredo para a passagem do ano do Cão para o ano do Javali – abrir mão da sua fantasia de super-herói e renascer como o mito que superou a si mesmo e às dificuldades de seu mundo.

O ano de 2019 (ano 4717 do calendário chinês) é o ano do Javali do elemento Terra, polaridade Yin, que inicia dia 4 de fevereiro de 2019 às 19:03h (considerando o horário de verão). Ano que favorece as alianças, as parcerias, as amizades verdadeiras e a lealdade.

O Javali é um animal selvagem, corre até 40km/h e consegue saltar até 1,50m de altura. A maior diferença entre machos e fêmeas é que o macho é silencioso e a fêmea se comunica o tempo todo. Talvez seja essa a razão do shisa de Okinawa ter o macho com o focinho fechado e a fêmea com o focinho aberto. Existem outras descrições para essa diferença, dizendo que o macho fica com o focinho fechado para que a felicidade não escape e que a fêmea mantém o focinho aberto para que as bênçãos entrem.

Algo muito interessante é que o veneno das cobras não afeta os javalis, por isso é comum ver cobras fugindo deles. No zodíaco a cobra é inimiga do javali, e num combate, a cobra sai perdendo. Atenção, nascidos no ano da serpente, não entrem em desafetos com javalis, principalmente neste ano.

A sociedade dos javalis é matriarcal e sempre a fêmea mais velha é a matriarca do grupo, e todos os integrantes a seguem. Os machos entram em combates violentos para copular e ao final da temporada do cio das fêmeas eles chegam a ter perdido até 20kg de peso corporal e apresentam lacerações em todo o corpo. Num combate por uma fêmea, o macho tende a morder o pênis do rival para que este fique incapaz de copular. As fêmeas copulam com os mais fortes.

Essas características indicam que o ano do javali é o ano das mulheres. O mundo estará mais propenso a dar lugares de destaque a elas e ao mesmo tempo, as próprias mulheres estarão se sentindo mais empoderadas e capazes. Mulheres que anseiam por posições de destaque e liderança, poderão encontrar seu lugar em 2019. Homens que desejam subir na carreira e na vida pessoal deverão aceitar lideranças femininas: dar ouvido à esposa, à mãe, às irmãs, às filhas e às amigas. O mesmo serve para mulheres: procurem mulheres mais velhas e mais experientes para obter aconselhamento.

Isso também indica que o mundo vai girar em torno das mulheres. Marketing, produtos, anúncios, cursos, tudo que for em prol do empoderamento dessas bravas criaturas fará muito sucesso. Todo toque feminino será bem recebido, aplaudido e obterá sucesso.

Quando se fala do poder do feminino, é importante salientar as características femininas que todos possuem. A mulher e sua natureza são de nutrir, confortar, cuidar. A terra é feminina, a terra é receptiva e transforma qualquer semente, por menor que seja, em uma grande árvore. Dizem por aí que por trás de todo grande homem há uma grande mulher. Eu diria que por trás de todo homem há uma grande e poderosa energia feminina, que é o poder de receber, de aceitar, de ceder, de entender, de se colocar no lugar do outro e de criar raízes. O homem almeja o céu, mas sem um chão firme para sustentar suas estruturas, quanto mais alto ele subir, maior será seu tombo. Isso serve também para as mulheres demasiadamente yang, ativas. Por isso, o segredo para um sucesso firme neste ano de 2019 é reforçar as estruturas, ter com quem contar, ter com quem e por quem crescer.

O tópico do ano será AJUDAR. Tudo o que você iniciar com a intenção de ajudar pessoas, terá caminhos abertos. Principalmente se essa ajuda tiver seu toque feminino, toque de mãe, toque de mulher. A maior preocupação de uma mãe é dar aos seus rebentos boa casa, boa comida e boa vestimenta, e o javali não poupa esforços para que estas três questões sejam satisfeitas com muita qualidade.

Os ramos de construção, vestuário e alimentação serão os mais beneficiados. Depois, os segmentos de cosméticos, casamento e enxovais e necessidades dos bebês. Se você estiver pensando em abrir um negócio novo, esses ramos são os mais promissores.

2019 é um ótimo ano para formar alianças formais e informais, para investir num negócio que te dê uma renda extra e para investimentos financeiros. Também um ótimo ano para começar cursos de aperfeiçoamento ou que seu atual emprego ou trabalho tem exigido para que você tenha aquela promoção.

O javali é um animal de bom gosto, faz questão do bom e do melhor e não poupa esforços e nem dinheiro quando o assunto é conforto. Por esta razão, este é um ótimo ano para reformar a casa, fazer jantares suntuosos para receber aqueles amigos especiais e para fazer viagens de lazer e de descanso.

No ano do javali deve-se buscar a alegria, a felicidade, o contentamento e acordar todos os dias com o sentimento de gratidão. Gratidão pela vida, gratidão pelas pessoas em sua vida, gratidão pela sua casa, pelos seus bens, pelas suas capacidades físicas e mentais e também pelos desafios que não te deixaram esquecer o quão forte você é.

Compre um pote de vidro ou use um que você já tem em casa e desde o começo do ano escreva em um papelzinho cada coisa boa que te acontecer. Dobre o papel e coloque no pote, para que ao final deste ano você possa ler cada um deles e relembrar e comemorar todas as coisas boas que você recebeu e viveu.

Tudo o que regamos, cresce! Tudo o que damos atenção se manifesta! Eduque-se para ter olhos somente para o bem. Quando ver algo bom, alegre-se; quando ver algo ruim, alegre-se e faça algo para tornar aquilo bom. Ajude sempre. Ajude sempre que puder. Ajude a todos. Deixe que a bondade que existe em seu coração se manifeste em forma de ações. Ajude em tudo o que puder. Estamos aqui para servirmos uns aos outros.